Conselho Federal e Regional de Informática – URGENTE

CONIN – Conselho Nacional de Informática, criado pela Lei 8741/1993
FENADADOS – Federação Nacional dos Empregados em Empresas de Informática, Serviços de Informática e Similares
SBC – Sociedade Brasileira de Computação
CONFEI – Conselho Federal de Informática / CREI – Conselho Reginal de Informática, aguardando o PLS – PROJETO DE LEI DO SENADO, Nº 607 de 2007

Todos sabemos o quanto nós de TI somos desunidos…

Os Engenheiros, Arquitetos e Administradores tem o CREA, os Médicos o CRM, os Advogados a OAB, as Enfermeiras o COREN, e assim por diante… Por que nós profissionais de TI não temos “nada”, será que nossa área é tão ínfima assim que não precisa de organização e representação?

Todos nós sabemos que teríamos força suficiente de parar o Brasil, para que nos respeitassem, para que nosso valor fosse reconhecido se, organizados fôssemos…

O amadurecimento de nossa área de trabalho, que tem que sair do papel e ganhar a realidade, para que a nossa mão de obra seja tão reconhecida quanto à dos profissionais que, historicamente, causam admiração de quem ouve o pronunciar orgulhoso de:

– Sou Médico, Sou Engenheiro, Sou Advogado, Sou Arquiteto, entre outros “Sou”…
Que soam como música para o detentores de tais títulos.

Os projetos de lei nos links inseridos no início e final deste artigo são uma tentativa, ainda que tímida mas válida, de teor enorme na tentativa de adicionar valor, respeito e organização à nossa classe de trabalhadores para diminuir a opressão pelo mercado.

Mas como não podia ser diferente, este importante objeto está “preso nas entranhas da morosidade e burocracia política no Senado Federal”, (Vide PLS – Projeto de Lei do Senado, Nº 607 de 2007).

Sabemos quão difícil é fazer um levante público que una os profissionais da área de Tecnologia da Informação, outrora denominada “Informática”, e atualmente abreviada em TI, uma vez que nossos ídolos são internacionais na sua grande maioria, mas vale lembrar que estes as vezes sequer lembram que exista o Brasil, o Brasileiro, mesmo que nós saibamos o quanto competente e competitivo profissionalmente somos porém mal compreendidos pela maioria que de nós depende, ou para quem prestamos nossos mais valiosos serviços.

Chega de ser lembrado quando o assunto é pirataria ou contravenções do tipo Hacking, Invasões, Cracking, SPAM, entre outras formas ilícitas da prática de nossos valiosos conhecimentos, ou de quando precisam dos nossos préstimos com algum equipamento com problema, e acham absurdo cobrarmos para arrumar; É chegada a hora de mudar este cenário, avisem seus colegas, criem correntes de e-mail, malas diretas e outras coisas que somos especialistas em divulgar, para que tenhamos dignidade e reconhecimento.

Ah! Mas se você estiver satisfeito com os salários atuais de nossa área, comparáveis com o de profissionais que sequer estudam matemática e muito menos lógica de alguma coisa, mas que ganham dezenas de milhares de reais…

Enquanto, por exemplo um Analista de Suporte Técnico (Help Desk), ou um Técnico em Informática sofre sem finais de semana, tem uma extrema pressão e vive preocupado com os níveis de satisfação, estuda em média 3 anos para ser Júnior para no final receber a proposta de R$ 1.000 de remuneração?

– Não se manifeste, ignore o assunto, nem comente com o colega!

O governo, o mercado exploratório e prostituidor te agradecerão imensamente…

Projeto de Lei 841 (original) na página da Camara Federal

Assine a petição pública em:
http://www.peticaopublica.com.br/?pi=60707PLS

Abs, a todos(as) e obrigado pela leitura!

Anúncios
Categorias:Política e TI Tags: